21 de abr de 2015

A prece muda o ambiente

Era uma vez uma casa, repleta de Amor, Luz e Paz! E esta casa não era a casa de algum personagem de Contos de Fadas...
Podemos ter a impressão de que isso só poderia acontecer mesmo numa linda história encantada, mas não, esta casa, abençoada, pode ser a minha casa, a sua, a de algum vizinho.
Já visitou alguém e, quando entrou porta adentro, sentiu-se invadido por imensa serenidade, abraçado pela poltrona, aquecido na alma com o café ou encantado por um simples vaso de flor?
Com certeza você visitou alguém que abençoou sua casa com alguma prece e emanações positivas direcionadas a cada canto, cada objeto, cada parede.
Assim como brigas, palavrões, choro, gritos ficam impregnados, criando memórias energéticas negativas nas paredes e nas mobílias, emanar sentimentos de amor, palavras de gratidão, gestos de delicadeza enquanto cuidamos e limpamos nossa casa é transformador.
É como uma prece potente que transforma o ambiente, energiza e faz a harmonia vibrar por cada canto da casa.
Limpar, colocar flores, velas, incensos, fazer um bolo, partilhar com alguém querido é como fazer uma linda oração pela sua casa.
Experimentem, é transformador!
Realmente, a prece e o agradecimento mudam um ambiente.

7 de mar de 2015

Purificação da casa com Água

(Imagem da internet)
Está chovendo a cântaros aqui! 
E enquanto a chuva lava o chão, a poeira e as folhas caídas, lava também minha alma, empoeirada, desacostumada de tanta água...
Olho para fora, vidros embaçados e vejo a neblina se formando no horizonte, chegando ao meu portão. Às vezes, na correria do dia-a-dia, esqueço da beleza de um momento como este.
O cheiro da grama molhada toma conta do meu quintal, o ar fica úmido, passarinhos aninhados na copa de alguma árvore emitem piados agudos, como gritinhos felizes de crianças brincando... Vejo poesia na chuva, na beleza e poder da água.   
A água que limpa, também me renova!
Me inspiro nas propriedades purificadoras da água e busco nos meus caderninhos de anotações, as sabedorias anotadas. Sinto que é hora de fazer um ritual com água na minha casa.
Certa vez, num curso que fiz, uma senhorinha com ares de benzedeira, compartilhou conosco um ritual fácil e muito eficiente de purificação pela água, que ensino agora a vocês:

Numa tigela de vidro ou cerâmica (não usar de inox), com capacidade para 1 ou 2 litros, separe a água que irá usar no processo. 
Deixe a água receber raios solares por pelo menos 3 horas, no quintal. Se você mora em apartamento, pode ser no parapeito de uma janela. Também podemos usar a energia da Lua, deixando a água exposta por uma noite toda.
Faça esta limpeza durante o dia.
Antes de começar, relaxe por alguns instantes e desligue-se de tudo que o mantém ligado a sua rotina (celular, computador, televisão). Esteja preferencialmente só em sua casa.
Tome um copo de água e tire todos os objetos metálicos como jóias e relógios.
Faça uma prece. Este é um ponto importante do processo, pois nos conectamos com a energia da água, nos tornamos receptivos, fazemos conexão com o Guardião da nossa casa, transmitimos Amor e Gratidão por esta oportunidade de purificar e equilibrar a nossa morada.  
Em seguida, coloque na água algumas gotas de óleo essencial (aquele que sua intuição mandar) ou ainda uma flor ou raminho recém colhidos e deixe descansar por uns momentos. Eu, particularmente, gosto muito dos efeitos da lavanda e da alfazema.  
Transfira o líquido para um borrifador e agite. Caso não tenha um, pode usar um ramo verde (fresco) ou galhinho de árvore para dispersar a água, ainda dentro da tigela, pelos cômodos da sua casa. Se for tirá-lo de uma árvore ou planta, peça licença e agradeça, pois ela tem vida e energia.
Dirija-se ao cômodo mais ao fundo do imóvel, levando-se em conta a sua porta de entrada principal e gentilmente espirre a água por todos os cantos, sempre em sentido horário, um a um, até chegar no final na porta da entrada da casa.
É importante mentalizar que esta água irá absorver toda a energia negativa liberada durante todo o processo. Você pode dizer isso em voz alta também.
Ao final, se ainda tiver água na tigela ou borrifador, descartá-la numa pia e deixar água correr sobre ela por alguns instantes. Lave bem o seu recipiente e se possível, deixe-o apenas para este uso.
Tome um banho e troque as roupas. 
Gratidão, gratidão, gratidão!

Você pode fazer este ritual com Água:
  • Quando sentir necessidade;
  • Cômodos onde estiveram pessoas doentes dentro da casa;
  • Se seus eletrodomésticos e lâmpadas queimam com frequência;
  • Cômodos onde tiveram brigas/discussões ou se passou por alguma grande tristeza ou perda.

13 de set de 2014

Eu amo minha casa!

Eu não me lembro exatamente quando comecei a me interessar pelo assunto casa, mas de uma coisa eu me lembro: desde sempre me interessei pelo bem estar que sentia dentro delas.
Ainda criança eu sentia os efeitos da organização da minha casa e quando havia a desorganização, percebia um certo mal estar.
Nos idos anos 70/80, sem internet e sem a globalização que temos hoje, duvido que alguém soubesse o que era Feng Shui. 
Não se falava em decoração com o modismo que temos hoje. Simplesmente as pessoas enchiam a casa de mobília, compravam e herdavam móveis e iam espalhando pelos cômodos vazios, com mais ou menos estética. Arquitetura de Interiores era coisa para poucos.
E assim eu fui crescendo e percebendo que este vazio ou excesso de coisas deixavam as pessoas e suas casas mais leves ou mais pesadas, mais felizes ou mais tristes e de uma coisa eu tinha certeza, tudo o que havia na casa me influenciava.
Naquela época eu nem desconfiava que havia uma técnica maravilhosa que transformava todo este meu sentimento em adequação, mas intuitivamente eu o aplicava, porque já tinha certeza que todos nós somos capazes de sentir o fluxo da energia que nos cerca.
Quando temos memórias afetivas de conforto, bem estar, cheiros de comidas, de sabores, de risadas, com certeza estávamos em um ambiente de um bom Feng Shui. Toda esta energia positiva fica impregnada nas paredes, na mobília, na casa e nas pessoas.
Quando mudamos para uma outra casa, queremos trazer tudo isso conosco, num nível além da memória, passando esta harmonia para o ambiente em que vamos viver.
É aí que entra também o Feng Shui. Com ele podemos equilibrar as emoções, incentivar o Sucesso e a Prosperidade, criar espaço para novos sentimentos e melhorar aquilo que não vai tão bem assim.
Quando se trata de energia, somos um ótimo termômetro da nossa casa. Num bom Feng Shui, não precisamos mexer em tudo, o que está bom é porque já está harmonizado e o que ainda não está como deveria, devidamente ajustado, em pouco tempo se transforma. Simples assim!
A nossa casa precisa apenas de Alma para nos trazer bem estar. Enxergá-la com Vida já é meio caminho andado.

10 de mar de 2014

AME OU JOGUE FORA!


Recentemente, enquanto fazia uma revisão no meu material de Feng Shui, encontrei uma literatura muito interessante sobre Prosperidade.
Eu não canso de dizer, escrever, repetir e insistir que, uma boa faxina, é o começo de tudo!!!
Existe uma mensagem por trás disso, é algo mais profundo do que uma vassoura, um pano e um balde: uma faxina, neste nosso contexto, é também limpar o mental, o vibracional, arrumar o nosso campo energético, clarear nossos pensamentos e emoções.
Liberando as prateleiras mentais, que assim como os armários ficam entulhadas de  lembranças, apegos e  lixos que prejudicam nossas emoções, clareamos nossa visão sobre o momento que estamos passando e  sobre o que realmente importa na nossa vida.
É por isso que durante este processo, para alguns difícil e doloroso, precisamos abrir mão de itens materiais que muitas vezes estão quebrados, nunca foram usados esperando sei lá o que, objetos herdados, presentes que ganhamos e guardamos somente por educação, pilhas de papéis amontoados, enfim, toda e qualquer coisa que atrapalhe o fluxo energético do nosso meio, de uma sala ou da casa toda.
É necessário olhar cada um, sentir se a sensação é realmente boa, para então querer manter este objeto na nossa casa. Faça o exercício do “AME-O OU DEIXE-O IR”...para a doação ou mesmo para o lixo!
Sinta cada objeto que pegar, veja como se sente em relação a ele. Não guarde nada que você não queira na sua casa.
A realização desta etapa é muito importante para podermos trabalhar com as “curas” do Feng Shui.
E se você tiver um depósito de tranqueiras na sua área ou guá da Riqueza e Prosperidade, talvez encontre a resposta do porque, mesmo com todo seu esforço e empenho, “a coisa não ande”...
Para localizar o Guá da Prosperidade na sua planta, posicione-se em pé, na sua porta de entrada principal. Ele fica no canto superior esquerdo da sua casa. Se tiver uma planta baixa, aplique a figura do baguá sobre ela para descobrir o cômodo correspondente. Também há uma imagem do baguá na minha página.
Outras situações que deverão ser avaliadas: você não tem esta área na sua casa (plantas com recortes, cheias de ângulos costumam ter áreas faltantes), lavanderias, local de lixeiras, cômodos vazios, sem uso ou usados como depósito daquilo que não sabemos onde guardar.
Em todos os casos, torná-los agradáveis, limpos, arrumados já será meio caminho andado para o sucesso!

26 de dez de 2013

Gratidão!


"Casa em Harmonia" na mídia!

http://vilamulher.com.br/bem-estar/comportamento/como-atrair-boas-energias-para-o-ano-novo-9568.html

Amigos leitores,
é com muita Gratidão que, desejo a todos que me acompanharam ao longo desta jornada, um Feliz Ano Novo!
Que ele venha com as energias renovadas, com Paz e Amor em seus corações, com Esperança de um verdadeiro Ano Bom, com Fé para dar o primeiro passo rumo as metas traçadas para 2014 e com Alegria de viver.
Cabe a nós transformar o nosso meio, o ruim no bom e deixar nossa vida mais colorida e feliz. Acredite em você!
Um grande abraço,
Patricia Reis

17 de dez de 2013

2014 está logo ali!


Mais um ano terminando e 2014 está logo ali, dando um aceno!
Em meio a correria com presentes, festas, férias, viagens, a gente ainda quer arrumar um tempinho para organizar a casa, para receber o próximo ano com boas energias, boa sorte e toda a renovação de esperanças que esta época nos traz.
Eu fiz este artigo na virada de 2009, mas ele é muito atual e acredito que sirva para todos os finais de ano.
Se a gente conseguir fazer um pouquinho do que está aqui, a energia da nossa casa com certeza vai se renovar e trazer muito boa sorte para todos nós. 
Então vamos lá,  mãos à obra!
 
"Com a chegada do final do ano, muita gente tem me perguntado o que fazer para tornar a casa e a vida mais próspera. E eu como sempre, digo que o primeiro passo é "desentulhar" coisas.
A eliminação da bagunça é o remédio de base do Feng Shui. Desentulhar é o primeiro passo para grandes mudanças energéticas na nossa casa, que refletirão na nossa vida. A vida tá parada? Arrume as gavetas, um armário e aguarde!
Sempre é uma boa hora para arrumar a casa, arrumar a vida, mas parece que no final do ano ficamos mais propícios a isso.
Então vamos aproveitar esta onda natalina, onde renovamos esperanças, metas e sonhos para seguir 8 passos básicos que, com certeza, abrirão novos canais de energia para a virada:
  1. Tire todos os objetos e mobília quebrados de dentro de casa.
  2. Separe objetos, roupas, sapatos e móveis que não usam mais. Quer coisa mais bacana do que doar a quem precisa?
  3. Conserte portas, janelas, vidros quebrados, buracos na alvenaria e rachaduras nas paredes. Arrume os vazamentos e fios elétricos expostos.
  4. Faça uma grande faxina, com água e sabão. Tire as poeiras da casa, tire as poeiras da alma.
  5. Energize seu lar com plantas, flores alegres e coloridas (naturais), som e muita alegria de viver.
  6. Quando tudo estiver pronto, use um incenso de mel, que estimula a afetividade entre os moradores da casa, acalma os corações, enche o lar com vibrações de amor.
  7. Se gosta de cozinhar, faça uma receitinha gostosa e chame os amigos. Usar o fogão é uma atitude próspera, pois o fogão é considerado no Feng Shui o ativador da riqueza material.
  8. Materialize os seus sonhos! Pegue uma folha em branco e enumere tudo o que deseja conquistar no ano novo. Escreva a sua meta e o que fará para alcançá-la. Visualize seus desejos e detalhe de maneira clara e objetiva. Deixe esta folha num local visível para você. Faça disso o seu mantra pessoal. Parece tudo óbvio e simples, e mesmo sabendo de tudo isso, nem sempre executamos.
    Uma coisa é fato: a prosperidade, seja material, afetiva, na saúde ou no amor, não virá sozinha bater na sua porta. Você é quem deve abrir a porta, se abrir às oportunidades, chamar as boas energias para dentro da sua casa.
    Pode ser que sua casa ainda assim precise de uma avaliação mais profunda, que consiga mapear tudo aquilo que está emperrado, mas estes primeiros passos são fundamentais para que a roda energética comece a girar e então você perceba que precisa ir mais além.
    Então, comece hoje, comece arregaçando as mangas e colocando sua disposição interior a serviço do seu bem estar!"


Boa sorte! Boas Festas e um Feliz 2014 a todos vocês que me acompanharam ao longo deste ano. Gratidão!

21 de out de 2013

Nós escolhemos a casa ou é a casa que nos escolhe?

Frequência, sintonia, semelhança, atração...nomes diferentes, mas que no Feng Shui traduzimos numa única forma de pensamento: escolhemos a casa que precisamos para evoluir e aperfeiçoar nosso ser.
E quando compreendemos isso, conseguimos mudar atitudes, padrões de pensamento e então fechar um determinado ciclo na nossa vida, muitas vezes mudando de casa após concluir esta etapa.
Quando nos sentimos deslocados dentro de nossas próprias casas, devemos fazer uma pergunta para nós mesmos: afinal, o que esta casa tem a ensinar?
Eu sempre gosto de contar historinhas sobre o Feng Shui na minha vida, então lá vai mais uma!
Eu e minha família gostamos de mudar de casa. Geralmente nossos ciclos numa casa nova não duram mais que 5 ou 6 anos.
Sempre temos uma relação de amor com elas, cuidamos, decoramos, somos felizes vivendo ali, mas um belo dia percebemos que, no português claro, "já deu"!
E assim, sem apegos e sem remorsos, tomamos a decisão e partimos em busca de uma nova casa, que logo transformamos num Lar Doce Lar.
Eis que atualmente moramos numa região serrana, e para os que conhecem fica fácil imaginar: ou você mora num terreno "morro acima" ou num "buraco abaixo".
Como conhecedora do Feng Shui, eu jamais compraria uma casa num terreno abaixo do nível da rua, por uma série de razões que precisariam de um outro texto para explicar, então mais do que procurar uma casa, eu procurei também uma vista.
E olha que é quase uma equação matemática de 3o. grau encontrar uma casa com um bom Feng Shui, numa rua auspiciosa, com a vizinhança na mesma energia e o preço do tamanho do seu bolso!
Encontrada a casa, fiz todos os ajustes necessários para deixá-la ainda melhor, aconchegante, com a nossa cara e é claro, energeticamente equilibrada.
No entanto, havia nela algo que me incomodava e comecei a criar uma novela em torno disso, com capítulos diários: "Eu e minha rampa".
Ela nasceu com a casa, com a topografia do terreno, já estava ali quando compramos o imóvel. É certo que ela é quase uma parede a ser escalada, imponente, porém é totalmente domada. Só que, de um dia para o outro, ela virou um drama em minha vida.
Não é porque conheço Feng Shui que também não sofro com as situações, mas felizmente conheço alguns caminhos para melhorar minha vida e não deixar a peteca cair.
Então passei a fazer uma análise do que esta rampa significava para mim. Porque, se compreendemos que há uma integração entre nós e a nossa casa, se um é o espelho do outro, o que está acontecendo na casa também está acontecendo com a gente. É assim, simples.
Até que um dia abri o portão, parei o carro em frente a subida e fiquei olhando para ela (a rampa) e analisando o que via. Linda, imponente, dura, mas também ladeada de flores, que agora na primavera atraem passarinhos e tantos outros bichinhos e uma cerca viva, numa das laterais, tão colorida devido as várias espécies de plantas ali presentes. Havia mais poesia ali do que eu podia enxergar.
Pois então comecei o meu exercício de aceitação, porque eu também tenho o hábito de achar que as coisas tem que ser do jeito que eu quero e não do jeito que são.
Olhei para ela e perguntei: o que você tem a me ensinar? O que você tem que me irrita tanto? O que eu e você (rampa) temos em comum? Sim, devemos conversar com a nossa casa, há vida nela.
Fiz as minhas análises, tirei as minhas conclusões, estou trabalhando nisso. Mecanicamente fizemos ajustes, melhoramos o chão, mas não era só ela, era eu também que precisava de reforma íntima. O exercício da humildade, da aceitação, entre tantas outras coisas que permeiam nossa caminhada como ser humano, crescimento, aperfeiçoamento espiritual.
Saber que: não sou Patricia e sim estou Patricia, neste meu treinamento evolutivo.
E assim, concluída esta etapa, estaremos prontos para uma nova casa ou não!

3 de out de 2013

Faça uma profunda conexão com a sua casa e seja mais feliz!

Ultimamente tenho dedicado mais tempo ao estudo do Feng Shui Interior, em como fazer da nossa casa um verdadeiro "Espaço Sagrado", um santuário pessoal para nossa Alma e em como realmente encontrar  equilíbrio interior auxiliado pela proteção emanada pelos nossos lares.
Ao longo destes anos de trabalho, somados a minha experiência própria (sou cobaia de mim mesma nas aplicações práticas das técnicas que venho estudando e reciclando), pude perceber uma ansiedade muito grande em querer mudar as coisas da noite para o dia, num abracadabra, como se quisessem dar "dipirona" para a vida e tudo se resolvesse após 10 minutos.
Eu amo o Feng Shui, porque sei que ele pode fazer essa mágica maravilhosa se for bem aplicado, tanto pelo consultor com suas percepções como pelo praticante, com a dedicação em aplicar as curas oferecidas.
Esta incrível técnica, que atua do exterior para o interior do nosso Ser, em níveis muito profundos e significativos, surte efeito muito rapidamente (desde que aplicada corretamente). É impressionante!
Todos nós somos merecedores de Amor, Prosperidade, Saúde, Bem Estar, Felicidade, Equilíbrio. E o Feng Shui ajuda a encontrar o caminho para tudo isso, pois provoca uma revisão interna a partir da revisão externa. Precisamos rever o "casulo casa" para compreendermos o "casulo alma". 
Quer conhecer uma pessoa? Conheça a casa dela. Ela revela nossa história pessoal, sonhos, medos, convicções.
Depois de todos esses anos é impossível eu ir na casa de alguém e não coletar mil informações sem sequer ter tido palavras (meus amigos que me desculpem, não faço de propósito, já está no automático).
A casa descreve o seu morador.
Anos atrás atendi uma cliente que levou outros anos para aplicar o que lhe passei e infelizmente não conseguiu concluir...sua história de vida, muito marcante nas suas expressões (ou melhor, ausência de expressões e dureza na face) e mais ainda na sua casa, revelavam sua história de abandono familiar.
Ela me dizia que aquilo já havia sido superado, mas sua casa me dizia totalmente o contrário...paredes vazias, nenhum enfeite, nenhuma emoção latente. Um enorme vazio.
Justificava a falta de objetos como praticidade da vida moderna, pouco tempo para limpezas e arrumações, mas percebi ali que na verdade ela não se sentia capaz de trocar afeto com uma almofada que fosse. Ao dizer que não gostava de enfeites na verdade ela demonstrava seu medo por cuidar, gostar e de repente perder.
Muito do nosso trabalho foi concentrado na área da Família e Relacionamentos, inclusive porque era um Guá faltante naquela residência (não existem coincidências!!!). Também foi preciso cuidar do Equilíbrio ou Guá da Saúde, pois muitos problemas de saúde foram se somando com o tempo.
Ali o Feng Shui foi o ponto de partida, mas mexer com tudo isso pareceu doloroso demais e ela não teve forças para buscar ajuda em outros tratamentos, tão importantes também.
Fica aqui a dica: examinem suas casas!
Concentrem-se com calma, de preferência num momento em que estejam sozinhos, sem interferências externas (telefone, filho, barulho). Façam uma conexão com cada cômodo (cada um está relacionado com uma área importante do Baguá), sintam o bem estar ou o mal estar causado por ele, percebam o tipo de energia emanada (alegria, dor, pesada, leve). Se for preciso, passeie por cada cômodo e pare no centro dele, feche os olhos, respire profundamente e sinta. Você é o maior termômetro da sua casa, acredite.
Depois faça suas anotações, analise suas impressões e você saberá o que está te incomodando.
Bagunçólatras de plantão: aproveitam este momento para uma boa limpada na área.
Está chegando o final do ano, é uma boa hora para começar a arrumar a casa, arrumar as bagunças, traçar um novo plano de vida.Você consegue!
Aguardo feedbacks!
 

10 de mai de 2013

Por que não tentar?


 O Feng Shui sozinho não faz ninguém emagrecer, que fique claro isso, mas esta maravilhosa técnica de bem estar e qualidade de vida pode dar um empurrãozinho nos nossos ânimos para emagrecer...
Abaixo tem o link de uma entrevista que fala justamente sobre isso. (Site Vila Mulher do Portal Terra). 
O uso correto das cores, das formas dos utensílios e outros detalhes podem ajudar neste processo. E por que não tentar?
http://www.vilamulher.com.br/bem-estar/comportamento/feng-shui-ajuda-voce-a-melhorar-os-habitos-alimentares-11-1-69-890.html

28 de fev de 2013

Feng Shui, um santo remédio!

Eu sou super suspeita para falar deste assunto, pois fui cobaia de mim mesma em muitos ajustes de Feng Shui na minha casa e na minha qualidade de vida de maneira geral.
Cada dia me apaixono mais por esta maravilhosa técnica, que bem executada, proporciona resultados rápidos e surpreendentes!
Como eu digo para os meus clientes, ela é dotada de "aspirinas" de ação rápida, curas para a energia da nossa casa que, em pouco tempo, trazem um bem estar aos moradores, leveza e alegria.
Lutei anos com um lindo e enorme sofá no meio da minha sala, sem posição definida, que parecia uma pedra no meio do caminho! 
No lugar devido não cabia, no meio da sala atrapalhava a circulação e aonde cabia, ficava de costas para a porta.
Eu já não aguentava mais aquele elefante marrom! Mas e o apego? Sem contar o quanto ele tinha custado. Só que depois de um tempo, comecei a sentir que precisava me desfazer dele, ele já estava me atrapalhando.
Consultores também sofrem com as mudanças necessárias...
Então, munida de coragem, doei o sofá e adquiri um que se encaixasse perfeitamente ao ambiente, ao propósito da sala e principalmente que deixasse a circulação livre.
O ambiente ganhou leveza instantânea e de repente começamos a querer ficar cada vez mais neste cômodo.
É como se o ambiente tivesse clareado!
Pequenas mudanças causam uma revolução energética que favorece aquele setor ou Guá onde foi feita.
Querem um outro exemplo? Eu divido meu escritório aqui de casa com meu filho mais velho. E em meio as nossas duas escrivaninhas, temos também brinquedos, video game e toda aquela parafernália de quem tem crianças em casa.
Somado a isso, tenho neste cômodo a minha área do Trabalho, o que como consultora me deixa de cabelos em pé, afinal bagunça neste Guá não facilita o fluxo profissional.
Com a volta das aulas, resolvemos reorganizar o espaço e dar aquela geral de início de ano.
É por isso que eu ainda me surpreendo com o Feng Shui!. Nada como uma boa arrumação de gavetas para novas oportunidades se abrirem.
Sua carreira está estagnada? Comece movendo sua escrivaninha alguns centímetros à frente (e leia meu artigo sobre a arrumação da mesma).
Seu casamento precisa de um frescor na relação? Que tal comprar lençóis novos e enfeites em par para o quarto? Também já escrevi sobre o quarto do casal.
Quer mudar alguma coisa? Arrume as gavetas. Mude a energia de um cômodo da casa e tenha certeza que tudo começará a fluir melhor.
São pequenas curas deste remedinho que funciona!

15 de jun de 2012

Sábias palavras

Comecei a ler um livro, onde encontrei uma frase atribuída a Mahatma Gandhi:
"Suas crenças se tornam seus pensamentos,
Seus pensamentos se tornam suas palavras,
Suas palavras se tornam suas ações,
Suas ações se tornam seus hábitos,
Seus hábitos se tornam seus valores,
Seus valores se tornam o seu destino."
Gandhi, que não era consultor de Feng Shui, conseguiu sintetizar nestas sábias palavras uma conduta fundamental aos praticantes desta técnica.
Como também nos ensinou o Mestre Lin Yun, não é apenas o bom Feng Shui que traz resultados, mas também o destino, a boa sorte, as ações e pensamentos de seus praticantes são determinantes no sucesso da consultoria.
Pouco tempo depois de fazer uma consultoria na casa nova de um cliente, tive a notícia de seu declínio profissional, endividamento e até crise conjugal.
Com raiva, ele quis culpar a mim, a consultoria, o Feng Shui, o Presidente da República, o aquecimento global e assim por diante...
Voltei em sua residência para uma avaliação do que ele havia implantado e pude perceber que as curas  principais não haviam sido feitas. Ele não pintou nas cores recomendadas, inverteu a posição da mobília, colocou um sofá de costas para a entrada principal, ou seja, ele estava enfrentando os problemas que eu diagnostiquei no local antes de sua mudança. 
Seu padrão energético era compatível com a nova casa e o mesmo não o deixava praticar as mudanças necessárias. É aquela história: somos atraídos por um imóvel (tipo de planta) porque nosso destino é passar por determinado problema ou estamos enfrentando determinado problema porque decidimos morar naquela casa???
Me tornei uma estudiosa de Feng Shui, por conseguir provar na minha vida as mudanças que ele traz. Ele nos dá o caminho, seguir por ele é uma decisão pessoal, mas ao trilhar esta nova maneira de pensar, de modificar a energia que nos cerca, de entender como objetos, pensamentos, pessoas, vizinhanças e locais influenciam a nossa vida, encontramos ferramentas que nos conduzem mais rapidamente ao sucesso, saúde e bem-estar.
A cerca de 10 anos atrás eu morava numa linda casa construída por mim e meu marido, cercada de natureza, porém eu trabalhava como Assistente de um alto executivo numa multinacional, do outro lado da cidade. Num dia bom eu levava 2 horas para ir de manhã e 2 horas e meia para voltar a noite, presa num trânsito caótico.
Após o ter meu primeiro filho, percebi que a rotina era dura demais para mim e quis sair da casa, para morar num apto "no meio do caminho".
Mesmo tendo chamado um especialista em Feng Shui, poucos meses depois comecei a apresentar problemas de saúde, que por mais que eu "curasse" o apto, só se agravavam...pensava: "será que é a água corrente que tem atrás do prédio ou a porta do banheiro da suíte que fica no pé da cama?" 
Interessante é que a vizinha do apto de cima apresentava problemas seríssimos de saúde e a de dois andares abaixo também apresentava problemas imunológicos como eu...
Já com a saúde debilitada, resolvemos que eu iria deixar a vida executiva estressante e mudaríamos de casa. Voltamos então para o local anterior, cercado de paz, árvores, plantas e até um cachorro (prescrito pelo meu médico).
Comecei então a procurar uma casa conforme os príncipios do Feng Shui (vou ensinar isso num outro artigo), o que não foi muito fácil por se tratar de casas prontas, mas felizmente encontrei uma que precisou de poucos ajustes.
Um ano depois da mudança, minha vida já estava renovada. Aos poucos fui deixando os remédios, a saúde melhorou, a vida estabilizou e em 2010, contrariando meu médico, fiquei grávida novamente.
É claro que "em casa de ferreiro o espeto é de pau". Nem tudo aqui está na  perfeição do Feng Shui. Ainda tenho um sofá mal posicionado (não acho um lugar para ele na sala) e temos preguiça de entrar pela porta principal (a da cozinha é mais perto da garagem). Tudo bem que isso faz a gente comer a beça, mas nada que as outras áreas energizadas não compensem! 

27 de ago de 2011

O quarto do casal

Resolvi escrever sobre este tema, tamanho o caos que tenho encontrado neste cômodo tão importante numa casa e no relacionamento de um casal!
É comum escutar queixas de clientes sobre a pouca harmonia do casal e quando visito os quartos deles, estes retratam a falta de atenção ao relacionamento a dois.
O nosso quarto deveria ser o nosso refúgio mais íntimo, simbolizando nossos desejos e sonhos, ninho de amor, calmaria e descanso, mas infelizmente nas casas modernas, o quarto serve também como escritório, sala de TV e principalmente depósito de tudo aquilo que está pendente de arrumação e lugar específico. Ao lado da cama ficam caixas, papéis, roupas e sapatos espalhados, dando um ar de desleixo e tirando toda a energia de romantismo que deveria ali pairar.  
Mesmo que o quarto do casal não esteja no Guá do Relacionamento, livre este cômodo de tudo aquilo que não seja pertinente ao casal e invista num belo edredon de cores alegres, almofadas macias e travesseiros em pares, dois criados-mudos iguais e principalmente uma cama com cabeceira, para trazer segurança à relação. Uma bela cortina emoldurando a janela também faz toda a diferença.
Uma boa iluminação também é fundamental! Use lâmpadas claras, mas não esqueça de abrir as janelas e deixar a claridade entrar.
(imagem da internet)
Guarde o quarto do casal apenas para vocês. Se possível escolha o quarto mais reservado da casa, longe da entrada. Nada de receber visitas neste local, para isso serve a sala e o sofá! Preserve ali apenas a energia de vocês. 
Estas pequenas mudanças com certeza trarão um frescor para a vida a dois.
É claro que com a análise mais profunda da casa, determinando todos os Guás e cômodos relacionados, você ainda irá harmonizar o quarto com as cores e objetos que irão favorecer aquele setor, mas isto é assunto para um outro artigo...

10 de mar de 2011

Voltei!

Queridos amigos, clientes e leitores,
sei que andei sumida, mas é que ativei tanto o Guá da Criatividade e Filhos que veio mais um bebezinho por aí!
Pois é, fui mamãe novamente e como precisei me dedicar a gravidez e depois ao bebê que chegou, tive que parar por um tempo com o blog.
Peço desculpas e agradeço a paciência dos que aguardaram meu retorno às atividades profissionais.
Até breve.

31 de mai de 2010

1 ano do Casa em Harmonia

Em 29 de maio de 2009 nascia o meu blog Casa em Harmonia e após 1 ano de existência, fico feliz com a contabilidade.
Doze artigos, muitos e-mails recebidos, a grande maioria de internautas que se interessaram pelo meu espaço, pessoas tirando dúvidas, algumas críticas e quase 1800 acessos verdadeiros. Digo isso, porque muita gente inicia seu contador lá pelo 10 mil, para ficar bem na foto.
Achei desnecessário, queria realmente saber quantas pessoas, além da minha lista pessoal de umas 30, se interessavam por tudo o que eu queria contar a respeito desta maravilhosa técnica de equilíbrio e bem-estar.
Há muito folclore sobre o Feng Shui e também muitas bobagens publicadas por aí, tratando o assunto como uma entidade sobrenatural, mas neste meu longo aprendizado, fazendo cursos com pessoas sérias e respeitando a mim e aos que me procuraram, descobri que é possível aliar técnica, intuição, respeito e seriedade ao auxílio de todos.
Porque acredito que o objetivo de todo mundo é ser feliz, levar uma vida plena e leve, encontrando o seu ponto de equilíbrio. E para isso não precisamos de radicalismos, ilusionismos e nem mesmo lesar ninguém.
Como já dizia Buda, "o melhor caminho é o caminho do meio"...Encontrar o peso certo desta balança, do Yin/Yang, não é tarefa fácil, mas também não é impossível.
A nossa casa é o nosso porto seguro, o ventre materno, local onde nos sentimos protegidos e acolhidos. E se cada mãe é de um jeito, cada casa também é. Por isso não há uma receita de bolo a ser perfeitamente seguida. O que me acalma pode te estressar e talvez você veja beleza naquilo que considero feiúra.
O melhor Feng Shui não é o meu e nem o do meu colega consultor, mas é aquele que te trouxer renovação, paz, prosperidade em qualquer aspecto e a satisfação de ter um ninho aconchegante para recarregar as baterias.
Obrigada a todos que me lêem, aos que mandam comentários e até mesmo aos anônimos que torcem por mim.

3 de abr de 2010

Uma casa de verdade...

Uma casa de verdade tem que ter a cara do dono!!! Ou pelo menos deveria ser assim.
Mais do que seguir alguma tendência da moda ou estilo de decoração, ela exala em seus cômodos a personalidade de quem mora ali.
Por isso, toda vez que faço uma consultoria, gosto de visitar a casa e sentir todas as informações sobre seus moradores, sua energia, suas alegrias e porque não, suas tristezas.
Está tudo ali, impresso nas paredes, nas cores, na mobília. Não é a toa que o consultor de Feng Shui é chamado de "médico da casa".
Foram anos de estudo e treino somados a uma visão detalhista que me é peculiar, que me permitiram ver o que nem sempre meus clientes conseguiam expressar, por insegurança, bloqueio ou mesmo falta de percepção.
Um exemplo comum, que confirmo em 99% dos casos são o de pessoas sozinhas, ansiosas por encontrar a sua metade da laranja, mas que em suas casas não permitem a entrada da energia de uma outra pessoa.
Então vejo em seus quartos uma linda cama de casal, sem no entanto ter ao seu lado um par de criados-mudos, um par de travesseiros, um par de tapetinhos...É tudo muito individual e sem perceber também não abrem espaço para sonhar e transformar este desejo em realidade.
E por aí vai, porque estas atitudes pautam todas as áreas da nossa vida e muitas vezes aquilo que está energeticamente emperrado é justamente aquilo que não damos ou fingimos que não damos bola.
Seu trabalho é um caos, tudo o que você começa, não termina, mas organizar a lavanderia por exemplo, que no baguá representa esta área da sua vida, está totalmente fora de cogitação.
Por que será que aquilo que mais te atrapalha é aquilo que você menos tem coragem de mexer?
Uma das vertentes do Feng Shui que gosto muito, é o chamado Feng Shui Intuitivo. É claro que lidar com nossas emoções nem sempre é muito fácil ou prazeroso, mas todos nós sabemos onde aperta o nosso calo, não é?
Enfim, uma das premissas desta maravilhosa técnica nos diz que: "você é sua casa, sua casa é você". Sua casa é o seu autoretrato, mostra sincera da sua alegria ou tristeza. Tanto faz um palácio ou um modesto chalé, moramos naquilo que sentimos, somos afetados pela casa que moramos, pelas cores que nela usamos, pela sua leveza ou estagnação.
Sei que nem todos os que me lêem já fizeram uma análise profissional em suas residências, mas num primeiro momento, todos nós podemos melhorar nosso ambiente com atitudes simples que alteram a energia do nosso lar doce lar.
Traga alegria para sua casa com a energia positiva das flores, estabilidade com a energia das plantas verdes e viçosas, prosperidade com o conserto de coisas quebradas, doação de objetos sem uso, cesto de lixo para as quinquilharias amontoadas, uma boa faxina, um cheiro gostoso no ar.
Esta boa sensação visível por fora faz milagres por dentro, podem acreditar!

10 de fev de 2010

Arrume a sua escrivaninha conforme o Feng Shui

Muitas vezes, após aplicarmos o Feng Shui na nossa residência e sentirmos as mudanças imediatas provocadas pelo novo fluxo energético, ficamos tentados a fazer o mesmo em nosso local de trabalho.
Então nos deparamos com alguns empecilhos, pois muitas vezes somos funcionários sem autonomia para grandes mudanças, dividimos o espaço com outras pessoas que nem sempre estão abertas a isso ou ainda nosso chefe acha bobagem investir numa "técnica milenar chinesa", que arruma o invisível!
Com tantas questões práticas envolvendo o assunto, deixamos o Feng Shui do escritório de lado.
Vou então passar algumas orientações de como arrumar a sua estação de trabalho, sem interferir no layout do escritório, podendo até passar desapercebido por olhos menos curiosos.
Em 1o. lugar, vamos usar aquela receitinha básica e infalível do Feng Shui: livre-se do lixo, das bagunças e dos objetos quebrados!!!!
Não estou mandando jogar fora os documentos da empresa não, mas sim, arrumar as suas gavetas, tirar o lixo jogado debaixo da mesa, revistas velhas empilhadas no canto, papéis que estão numa caixa esperando a boa vontade de alguém para ir pro arquivo morto.
Selecione tudo e dê o primeiro passo, separando os documentos para arquivar, os assuntos pendentes, os sem solução e os papéis que podem ir para o lixo.
Após esta seleção, fica muito mais fácil liberar espaço para adequar tudo o que dispomos sobre a mesa de maneira mais harmônica, favorecendo o fluxo da energia no local.
Pode parecer bobagem, mas tenho certeza que após colocar em prática estas pequenas sugestões, seu dia de trabalho renderá mais e a energia estagnada, que muitas vezes traz cansaço e poucos resultados será substituída por uma energia vigorosa, de quem quer por a mão na massa e ir para casa mais cedo!
Se você se senta de frente para uma parede ou biombo, uma solução simples é colocar um pequeno espelho nesta parede, para atrair o Ch'i benéfico. Caso não permitam, tenha um pequeno cristal sobre a mesa (mas lembre-se de limpá-lo periodicamente).
Aplique a figura do baguá sobre a escrivaninha, dividindo-a nas 9 áreas (veja figura no blog).
Telefone e aparelho de fax devem ficar na área de Relacionamentos (canto superior direito) ou Amigos (canto inferior direito).
Documentos e assuntos em andamento devem ficar na Prosperidade (canto superior esquerdo).
O monitor do computador deverá ficar em Sucesso (parte central superior da mesa).
Objetos metálicos sobre a mesa são fundamentais, pois o elemento Metal estimula o progresso profissional e o retorno financeiro.
A luz estimula o bom Ch'i, por isso se a iluminação do local não for boa, tenha uma luminária sobre a mesa, e é claro, lembre-se de ligá-la.
Se possível coloque um vasinho de flor sobre a mesa ou tenha um vaso de chão próximo de você. Só cuidado, flores caídas trazem um efeito contrário. Se optar por flores frescas, lembre-se de trocá-las periodicamente.
Hoje as janelas dos escritórios não abrem mais devido ao ar condicionado, mas lembra-se daqueles enfeites pesados que seguravam papéis? Um objeto pesado sobre a mesa traz a energia da estabilidade.
Enfim, estas são apenas algumas das muitas soluções do Feng Shui que trazem uma nova energia para o local onde passamos horas sentados todos os dias.
Amanhã quando chegar ao escritório, comece arrumando sua mesa, limpando alguma gaveta e tenho certeza que seu dia será muito melhor.
Bom trabalho!  




10 de dez de 2009

Ser feliz e ter boa energia!

Quando aplicamos o Feng Shui na nossa casa, temos como objetivo tirar as travas da nossa vida. Conseguimos eliminar aquela sensação de que tudo está parado, amarrado, por mais que você se esforce para não estar.
Se estamos doentes, almejamos cura e mais saúde, se não temos um amor, sonhamos que um príncipe encantando baterá na nossa porta, se não temos dinheiro, achamos que vamos ganhar na loteria e assim por diante.
Eu também gostaria que fosse assim, que com um simples passe de mágica tudo se resolvesse, mas não é.
Para os adeptos desta técnica, algumas coisas importantes guiam nossa vida: o destino (ou o nome que quiser dar, conforme sua crença), a boa sorte, o livre arbítrio e o Feng Shui.
Não importa qual seja a sua religião, todos acreditamos que, se estamos aqui temos um motivo para isso. É uma visão simplista de destino, aquela marca que trazemos ao nascer e que norteará a nossa vida.
Então desde o início desta prática milenar, descobriu-se que o Homem, dotado de livre arbítrio, poderia direcionar sua vida de uma outra maneira, alterando a sua sorte. É aí que entra o Feng Shui. É fundamental para qualquer mudança que você queira isso e foque sua energia para tal. Você é o responsável pela sua felicidade, seja ela material, espiritual, afetiva. 
Uma coisa é fato: se seu destino não for ganhar na Mega-Sena, você passará a vida toda jogando e irá dessa para uma melhor (ou pior) talvez até mais pobre do que veio.
O Feng Shui não opera nenhum milagre, se isto não for para você. No entanto, com a mudança energética gerada pela aplicação desta técnica na sua casa, toda a sua boa sorte fica realçada e irá gerar mais boa sorte ainda, pois sai a energia negativa e entra a positiva. Esta renovação energética é capaz de grandes “milagres” sim, mas somente você será o grande responsável por operá-los.
O Feng Shui é um instrumento capaz de fazer com que as coisas boas cheguem mais rápido!
E como ter somente boas vibrações e pensamentos, numa época que somos invadidos por propagandas de todo tipo? Dá para ser feliz se o seu vizinho trocou de carro e o seu só foi sucesso na década passada?
Sim, é possível, se cercando de boa energia, que nos traz leveza e felicidade.
Mas se você sente que seu chefe te esqueceu, por mais que você tenha feito o ano todo para ser lembrado, que sua saúde começou a ficar instável depois que um cano insistiu em vazar dentro do gabinete do seu banheiro, você trocou um sofá de lugar e os seus amigos sumiram, é hora de avaliar sua casa sob a luz do Feng Shui, pois corrigindo coisas tão simples como estas, você poderá mudar todo um contexto de energia que convive com você dentro do seu lar.
Daí sim você poderá dizer que, com o Feng Shui, conseguiu mais prosperidade, mais saúde, mais amor e então o carro novo, o aumento de salário, o emprego novo com certeza virão de brinde nesta nova fase da sua vida.


PS - não deixem de seguir as dicas do meu texto anterior "Comece a preparar a casa para o Ano Novo".

18 de nov de 2009

Comece a preparar a casa para o Ano Novo!

Com a chegada do final do ano, muita gente tem me perguntado o que fazer para tornar a casa e a vida mais próspera para 2010. E eu como sempre, digo que o primeiro passo é "desentulhar" coisas.
Sempre é uma boa hora para arrumar a casa, arrumar a vida, mas parece que no final do ano ficamos mais própícios a isso.
Então vamos aproveitar esta onda natalina, onde renovamos esperanças, metas e sonhos para seguir 8 passos básicos que, com certeza, abrirão novos canais de energia para a virada:
  1. Tire todos os objetos e mobília quebrados de dentro de casa.
  2. Separe objetos, roupas, sapatos e móveis que não usam mais. Quer coisa mais bacana do que doar a quem precisa?
  3. Conserte portas, janelas, vidros quebrados, buracos na alvenaria e rachaduras nas paredes. Arrume os vazamentos e fios elétricos expostos.
  4. Faça uma grande faxina, com água e sabão. Tire as poeiras da casa, tire as poeiras da alma.
  5. Energize seu lar com plantas, flores alegres e coloridas (naturais), som e muita alegria de viver.
  6. Quando tudo estiver pronto, use um incenso de mel, que estimula a afetividade entre os moradores da casa, acalma os corações, enche o lar com vibrações de amor.
  7. Se gosta de cozinhar, faça uma receitinha gostosa e chame os amigos. Usar o fogão é uma atitude próspera, pois o fogão é considerado no Feng Shui o ativador da riqueza material.
  8. Materialize os seus sonhos! Pegue uma folha em branco e enumere tudo o que deseja conquistar no ano novo. Escreva a sua meta e o que fará para alcançá-la. Visualize seus desejos e detalhe de maneira clara e objetiva. Deixe esta folha num local visível para você. Faça disso o seu mantra pessoal. Parece tudo óbvio e simples, e mesmo sabendo de tudo isso, nem sempre executamos.
    Uma coisa é fato: a prosperidade, seja material, afetiva, na saúde ou no amor, não virá sozinha bater na sua porta. Você é quem deve abrir a porta, se abrir às oportunidades, chamar as boas energias para dentro da sua casa.
    Pode ser que sua casa ainda assim precise de uma avaliação mais profunda, que consiga mapear tudo aquilo que está emperrado, mas estes primeiros passos são fundamentais para que a roda energética comece a girar e então você perceba que precisa ir mais além.
    Então, comece hoje, comece arregaçando as mangas e colocando sua disposição interior a serviço do seu bem estar!
    Boa sorte!

(imagem extraída da internet)

25 de set de 2009

No meio do caminho havia uma parede!!!

É cada vez mais comum plantas de imóveis cheias de quinas, recortes e paredes onde nem sempre deveriam existir.
Então aquela frase "no meio do caminho havia uma pedra" serve muito bem para ilustrar um problema sério no Feng Shui, que atrapalha o fluxo energético da casa.
Na entrada principal da casa, a poucos passos da porta, damos de cara com uma parede, bem no meio do caminho, criando uma pedrinha no sapato do morador, que muitas vezes nem percebe o incômodo que é entrar em casa, dar 2 passos e ter que fazer uma conversão total para a direita ou esquerda!
Essa paredinha, que geralmente serve para esconder um lavabo (também não é muito favorável ter um banheiro na entrada da casa) significa aquilo que intuitivamente sentimos: um bloqueio. E é exatamente isso que ela faz, bloqueia o fluxo do Ch'i.
Porque a porta principal não serve apenas para entrarmos e sairmos da nossa casa. É por aí que a energia entra e sai da nossa vida.
O caminho tem que estar livre. O mesmo se aplica para os que moram em casas.
Já reparou como é a sua entrada? É convidativa ou cheia de obstáculos? Chegar em casa é um prazer ou uma tortura?
Deixar este acesso livre é permitir que a energia positiva se movimente tranquilamente pela sua casa, transformando sua vida.
Como sabem, não sou muito de dar dicas, pois nem sempre o que serve para a casa de um serve para a do outro, porém neste caso, segue uma orientação que com certeza só trará benefícios.
Se a sua entrada é estreita e logo vem uma parede na sua frente, coloque ali, na parede em frente a porta, um amplo espelho.
Cuide também da iluminação. Se não houver uma janela para a luz natural, capriche na lâmpada. A entrada deve ser alegre e iluminada!
A numeração da porta deve ser visível. Se uma visita não acha a sua casa, imagine o Ch'i!!
São pequenos detalhes que não devem ser ignorados.
Aproveitem o final de semana para analisar esta questão. Sintam-se por um momento visitantes e percebam a sensação que tem ao entrar em casa.
Deixem a intuição falar mais forte e verão que um simples empurrãozinho num vaso, mais prá cá ou prá lá trará uma nova e agradável sensação.

4 de ago de 2009

Férias, mais tempo em casa

Julho acabou, mas para quem tem criança em casa, as férias ainda continuam... E com as precauções da “gripe suína” (ainda não consegui chamar de H1N1), o nosso Lar Doce Lar acaba virando parquinho, sala de cinema e hotel.
Olha eu querendo falar de organização de novo! Não, não farei menção a isso, porque uma baguncinha de vez em quando, em meio a todos esses acontecimentos, não faz mal a ninguém.
E já que estou falando de crianças, vou falar do Gua da Criatividade e Filhos.
Às vezes focamos tanto nas áreas do Sucesso, Carreira e Prosperidade, que esquecemos que harmonizar esse cantinho pode ser fundamental para o equilíbrio destes outros Guas.
É nesta área que criamos! Criamos novas idéias, fazemos nossa imaginação ir além, geramos nossos descendentes! Criamos os bons pensamentos que só nos atraem coisas boas.
Uma casa com este Gua harmonizado tem moradores bem sucedidos, cheios de sonhos e planos de vida.
Observe as crianças a sua volta: seus filhos, sobrinhos, netos ou filhos de amigos. Almofadas empilhadas viram uma cabana, uma tampinha é uma roda, um papel dobrado é um avião. Quanta imaginação!
Um dia já fomos assim e de repente nos esquecemos que podemos criar, ver coisas novas e pensar diferente.
É hora de renovar esta vontade de aprender, de criar, de inventar e para isso vamos começar harmonizando esse cantinho tão importante da nossa casa.
O elemento regente é o Metal e a cor que harmoniza é o branco.
Que tal colocar objetos dos seus filhos neste setor? Uma sala de brinquedos, uma prateleira com os livros de historinhas?
Não tem crianças em casa? Não tem problema. Sabe aquela sua coleção de bonecas ou de carrinhos que estão lá no fundo do baú? Pois então, agora você já sabe qual é o melhor lugar para eles.

12 de jul de 2009

O Feng Shui através do Baguá

O Feng Shui equilibra as pessoas e seus ambientes através da harmonização do Ch’i, a energia vital que flui dentro e em torno da nossa casa.
Para isso, analisa o histórico do local, as formas geométricas, as cores, disposição dos cômodos e móveis, relação da casa x terreno x rua. São esses fatores que criam os padrões energéticos da residência, que também afetam o fluxo do nosso Ch’i pessoal.
O termo Feng (vento) Shui (água) origina-se de um provérbio chinês que descreve o melhor lugar para se viver:

“onde o vento é suave e o sol é quente, a água é clara e a vegetação é viçosa”

Para o Feng Shui, uma casa deve ser clara, iluminada, alegre. Devemos passear pelos ambientes sem esbarrar nas mobílias.
A brisa suave deve invadir os cômodos, sem grandes correntes de vento e nem portas batendo. Deve ter aroma próprio e agradável, trazer o descanso merecido após um dia de trabalho, ser o nosso refúgio e ter um bom Ch’i.
O Baguá é um dos instrumentos que usamos para compreender esses padrões de energia e deve ser aplicado na planta baixa do imóvel, a partir da porta de entrada principal, dividindo a casa nas nove áreas (Guás) importantes da nossa vida: PROSPERIDADE, SUCESSO, RELACIONAMENTOS, FAMÍLIA, FILHOS, BENFEITORES, ESPIRITUALIDADE, TRABALHO e SAÚDE.
Através dele, o Consultor poderá determinar os Guás desajustados e sugerir as “curas” para corrigir ou melhorar o Ch’i existente, proporcionando renovação e bem-estar ao local.
Segue uma descrição básica de cada Guá:
Guá do Trabalho: rege as profissões, o ambiente de trabalho e tudo que se refere ao nosso “ganha pão”.
Guá dos Benfeitores: refere-se às pessoas próximas com quem convivemos e os desconhecidos que de alguma forma aparecem em nossas vidas para nos auxiliar no dia-a-dia. Rege também a energia favorável às viagens e lugares que desejamos conhecer.
Guá da Espiritualidade: rege a nossa espiritualidade e o desenvolvimento dela. Também promove a expansão do conhecimento e da sabedoria.
Guá da Família: é uma excelente área para promoção das relações e vínculos familiares, integração entre moradores da casa e fortalecimento da união.
Guá da Prosperidade: é um dos mais importantes da casa. Ele afeta a situação financeira e a vida próspera em todos os aspectos.
Guá do Sucesso: está relacionado com nossa reputação, fama e também com a visão que a comunidade tem de nós.
Guá do Relacionamento: rege a união de um casal e o estímulo da vida a dois, para os que ainda não encontraram sua cara-metade.
Guá dos Filhos: representa os filhos que já existem ou mesmo o que ainda estão em planos, o futuro, a renovação constante das idéias e a idealização de novos projetos.
Guá da Saúde: rege o bem-estar, a saúde física, mental e espiritual dos moradores. É o local da harmonia da casa, do equilíbrio das energias Yin e Yang para uma vida saudável e feliz.

Cada Guá representa uma parte de nosso corpo e tem suas doenças relacionadas.
Também representam os membros da família (o pai, a mãe, o filho mais velho, a filha do meio, o filho caçula), entre outros aspectos, que abordarei com mais detalhes em outros artigos.

(Baguá - imagem da internet)

30 de jun de 2009

Arrumando as gavetas



Um dos princípios do Feng Shui diz que não devemos guardar "entulhos" dentro da nossa casa, como revistas antigas, roupas velhas, objetos quebrados, bagunças de uma maneira geral.

Calma, você não precisa transformar sua casa num "show room" de loja de armários e sair dando tudo o que é seu.

Quem não tem em casa roupas que já passaram por 2 ou 3 estações sem serem usadas, esperando emagrecer, a moda voltar ou sei lá o quê? Pois é lá que mora o perigo, naquele lugar em que não mexemos nunca, um armário, uma gaveta, um cômodo.

Justamente pela falta de uso, criamos um foco de energia estagnada e esta energia parada começa a criar obstáculos "invisíveis" na nossa vida.

É a promoção que não sai, os clientes que somem, aquela pessoa que não chega na sua vida. Pois bem, tudo isso pode estar acontecendo porque a energia Ch'i da sua casa não está fluindo como deveria, porque você não mexe faz tempo numa gaveta que está lá no aparador da sala de jantar, que cai bem na área do Trabalho ou então no quartinho de "bagunças", que cai lá na área de Relacionamentos.

Então aquelas pequenas bobagens que você anda empurrando com a barriga, para arrumar no dia que chover, por exemplo, vão criando travas e você se pergunta: "mas por que será que está tudo tão devagar?"

Quando chego na casa de um cliente, sempre peço para ver os armários e gavetas, pois isso é fundamental no diagnóstico da casa.

E não é porque sou Consultora no assunto que também não me acomodo. Também tenho preguiça e fico esperando a boiada passar, mas daí, quando meu telefone não toca, penso comigo mesma: "hora de arrumar as gavetas"!

(fonte: imagem da internet)



21 de jun de 2009

Sobre meu último artigo...

Recebi um e-mail sobre o meu artigo anterior, perguntando sobre o “estilo Feng Shui” como simples maneira de decoração e o uso do baguá, cristais e sinos de vento como objetos de correção energética.
Por isso, antes de escrever sobre um novo tema, gostaria de complementar meu último texto com mais algumas informações.
Existem objetos que são usados para promover as curas energéticas sugeridas após a análise do imóvel.
Alguns exemplos: espelhos, bolas de cristal, sinos de vento, pedras, estátuas, vasos com plantas, aquários, mobília específica (de madeira, metal, quadrada, redonda, triangular), fontes, flautas chinesas, entre outros.
Simplesmente colocar estes objetos na casa, não significa que ela esteja recebendo a “cura” específica sob o ponto de vista do Feng Shui. Serão apenas objetos decorativos.
Você poderá tê-los por gosto, questão estética, simpatia, mas estes só trazem os ajustes energéticos, quando receberem o devido tratamento, ou seja, forem dispostos no setor/guá que necessitam de curas e principalmente após o “Reforço dos 3 Segredos”, que é o alinhamento do corpo, fala e mente, colocando intenção naquilo que se deseja.
Se não fizer os passos acima, você apenas irá decorar a sua casa com objetos usados no Feng Shui, como quem usa decoração étnica, oriental ou country, podendo ou não trazer energias favoráveis ao local.
É claro que é bom ter em casa espelhos, cristais, sinos de vento e muitas vezes, colocamos alguns deles por simples intuição, o que é melhor do que nada.
Devemos lembrar que os objetos têm a sua própria energia e que de alguma forma estão agindo no local, porém se estiverem mal posicionados, não causarão efeito algum, podendo até atrapalhar o bom fluxo do Ch’i.

5 de jun de 2009

Consultoria de Feng Shui. Como funciona?

Quem nunca ouviu falar em Feng Shui nos dias de hoje? Esta técnica milenar chinesa caiu no gosto popular e não é raro ver algum conhecido nosso atacando de consultor.
Basta comprar uma revista sobre o assunto nas bancas, pintar uma parede de vermelho e pronto, está feita a consultoria!
Infelizmente, não é tão simples assim. É claro que, as muitas dicas oferecidas pelas revistas são úteis, mas na prática, o assunto é sério e requer a ajuda de uma pessoa especializada, que conseguirá reunir todos os elementos necessários para uma análise completa de cada caso. Se não, todos os moradores de um edifício teriam a mesma sorte, afinal a planta é a mesma.
Para fazer uma consultoria, é necessária a planta arquitetônica do local, que servirá de base para a aplicação do baguá e a divisão de cada setor correspondente, baseada na porta de entrada principal.
Este é o ponto de partida, porém ainda não é suficiente para diagnosticar todos os problemas que possam existir por ali.
O passo seguinte será uma entrevista com o morador, numa conversa franca e sincera, onde ele sinalizará suas dificuldades, desarmonias e sentimentos que tem no local.
Caso o consultor não possa fazer uma visita ao imóvel, ele deverá receber fotos e descrições detalhadas de todos os cômodos da casa, inclusive da área externa, onde possa visualizar o posicionamento de móveis, janelas, portas, entrada principal, etc.
A partir daí, o consultor terá material para fazer um estudo individualizado, levando em consideração o perfil dos moradores, a situação vivida naquele local e então, sugerir as “curas” e ajustes corretos para que ocorra um equilíbrio energético no local.
É importante lembrar que a simples colocação de um sino do vento ou baguá numa casa não quer dizer que tudo está adequado conforme o Feng Shui. Infelizmente, tenho visto não-consultores oferecerem por aí “decoração estilo Feng Shui”. Não existe “estilo Feng Shui”!
Fazer uma consultoria não é transformar sua casa numa tenda esotérica. Encher de badulaques, sem os devidos ajustes ou “curas”, não garante a ninguém os resultados obtidos, por exemplo, através do equilíbrio dos 5 elementos (Água, Madeira, Fogo, Metal e Terra) que falarei a respeito num próximo texto.
Você pode harmonizar o local como seu estilo pessoal, seja ele discreto, arrojado, clean, esotérico ou não.
Por isso, fica aqui uma orientação: se informe antes de fazer qualquer alteração em sua casa, pois às vezes, a simples mudança da posição da cama pode trazer um resultado indesejado.

30 de mai de 2009

O que é o Feng Shui?

De uma forma bem simplista, trata-se de uma técnica milenar chinesa (estima-se que com mais de 4 mil anos), que nos ensina equilibrar a energia dentro de nossos lares e locais de trabalho, proporcionando um direcionamento adequado da energia vital chamada Ch'i.
Existem muitas escolas de Feng Shui: a Tradicional, da Bússula, do Budismo Tântrico Tibetano da Seita do Chapéu Negro, da Forma, entre outras.
A Escola do Chapéu Negro, que venho estudando, tem se tornado a mais popular. Ela usa o Bagua, figura geométrica de um óctogono, que divide a planta da nossa casa ou escritório em oito áreas ou Guás importantes da nossa vida e faz a interpretação "você é sua casa, sua casa é você".
Através do ajuste do seu espaço (planta arquitetônica, mobília e objetos) podemos trazer benefícios às nossas vidas.
Este correto equilíbrio da energia nos direciona de forma positiva, atraindo mais prosperidade, boas oportunidades, saúde e bem-estar geral.
Feng Shui ou vento-água tem origem na observação destes elementos, pois as energias que nos circundam de alguma forma interferem nas nossas vidas.
A natureza, as construções ao nosso redor e suas formas, os campos eletromagnéticos, objetos, tudo isso age de alguma maneira e modifica esta energia Ch'i.
E assim, como um médico da casa, o consultor de Feng Shui traduz esta nossa energia pessoal em conexão com a energia do espaço que ocupamos, nos ensinando direcioná-la para uma vida melhor.

29 de mai de 2009

O Feng Shui na minha vida

É com grande alegria que inicio o meu blog sobre Feng Shui, harmonização de ambientes, organização da casa e correlatos.


Pretendo usar este espaço para compartilhar idéias sobre estes assuntos e mostrar como coisas simples podem fazer uma grande diferença no nosso dia a dia.


O Feng Shui entrou na minha vida há cerca de 8 anos atrás e sempre tem me mostrado que tudo pode caminhar de forma muito harmônica em nossas vidas. Desde então, venho estudando esta técnica milenar chinesa e os benefícios que ela traz aos seus praticantes.


Tudo nesta vida é energia e está sempre em mudança. Não podemos vê-la, mas podemos senti-la de diferentes formas.


Quem nunca esteve na casa de alguém e ficou contando os minutos para sair dali, pois se sentiu murcho como uma uva passa ou esgotado energeticamente? Isso torna-se muito pior quando temos esse sentimento dentro de nossa própria casa.


O Feng Shui serve, por exemplo, para reverter essas sensações, além de várias outras coisas. Através desta técnica, conseguimos trazer um equilíbrio energético para nossa casa ou local de trabalho, deixando as energias fluirem de uma maneira mais leve e harmoniosa, trazendo tranquilidade, qualidade de vida e bem-estar.


É sobre tudo isso que pretendo escrever, publicando pequenos artigos periódicos e assim, de alguma forma, ajudar a todos que se interessem pelo assunto.


Obrigada pelo apoio!